IMPLEMENTAÇÃO

UTILIZAREMOS DURANTE O PROJETO UMA METODOLOGIA DE GAP ANALYSIS.
AS SEGUINTES ETAPAS ESTÃO PREVISTAS AO LONGO DO PROJETO DE IMPLEMENTAÇÃO, PODENDO OCORRER PARALELISMO ENTRE ELAS:

Planejamento

Planejamento:

Planejar o projeto, elaborar o cronograma detalhado, definir a agenda de entrevistas, comunicar os envolvidos sobre as reuniões e realizar a reunião de kick-off do projeto;

Apresentação & Análise de GAPs

Apresentação & Análise de GAPs:

Dividida em três fases: a de entendimento, demonstração e especificação. A primeira fase, de entendimento, tem por objetivo entender os processos atuais do cliente, a estrutura organizacional e regras do negócio de maneira macro. A fase de demonstração é fundamental para que o cliente tenha o contato inicial com o novo sistema, já com algumas parametrizações que permitam identificar os principais GAPs. E a última fase, a de especificação que tem por objetivo elaborar e validar o documento de especificação sistêmica juntamente com a matriz de requerimentos;

Configuração

Configuração: 

Configurar, parametrizar e customizar o sistema de acordo com o documento de especificação sistêmica e a matriz de requerimentos, além de realizar testes unitários e elaborar documentos que os evidenciem;

Validação

Validação:

Executar plano de testes e elaborar documentos que comprovam que o sistema foi testado;

Treinamento

Treinamento

Elaborar material de treinamento e executar treinamento dos multiplicadores (train the trainer)

Preparação GO-LIVE

Preparação GO-LIVE:

Executar o plano de implantação (cut over plan) no ambiente produtivo para entrada em produção e realizar as cargas de dados;

Operação Assistida

Operação Assistida:

Realizar o acompanhamento à solução, realizar ajustes e correções, sanar dúvidas técnicas ou funcionais; além de realizar a transferência de conhecimento com a equipe de sustentação